Entregas via CorreioLoja 100% SeguraParcelamento no cartão ou boleto - Via PagSeguroProdutos usados de Qualidade

Romance

Direção Descendente

1-10 de 299

Página
  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
  1. A escrava Isaura

    A escrava Isaura

    R$8,00
    A Escrava Isaura é um romance de Bernardo Guimarães que teve sua primeira edição publicada em 1875, pela Casa Garnier, Rio de Janeiro. Escrito em plena campanha abolicionista (1875), o livro conta as desventuras de Isaura, escrava branca e educada, de caráter nobre, vítima de um senhor devasso. O romance foi um grande sucesso editorial e permitiu que Bernardo Guimarães se tornasse um dos mais populares romancistas de sua época. O autor pretende, nesta obra, fazer um libelo antiescravagista e libertário e, talvez, por isso, o romance exceda em idealização romântica, a fim de conquistar a imaginação popular perante as situações intoleráveis do cativeiro. Livro em bom estado de conservação, capa levemente gasta, lpequenas orelhas no canto inferior direito, lombada quadrada, bordas, sem grifos, rasuras, carimbos ou anotações. Porte médio, 20 x 12cm, 160p. Detalhes
  2. Noite na Taverna

    Noite na Taverna

    R$8,00
    Noite na Taverna é uma obra de Álvares de Azevedo publicada postumamente no ano de 1855 em uma coletânea de textos do autor em dois volumes. De tons trágicos e cheia de fantasia, a obra é uma autêntica representante da escola byroniana do Romantismo no Brasil. O livro está dividido em sete capítulos. O primeiro capítulo faz uma introdução, traça o cenário (uma taverna) e apresenta os personagens. O último finaliza a história anterior e o livro simultaneamente, dando um caráter de realidade às histórias narradas pelas cinco personagens. O diálogo inicial entre Satã e Macário, que é o final de outro livro de Álvares de Azevedo, Macário, demonstra que o que se vai ler é algo cheio de vícios. Além disso, uma característica da obra é a visão idealizada do amor, pois só o amor seria capaz de corrigir todos os males. Reunidos em uma taverna, as personagens, descrentes com a vida e o amor, cheios de vícios e amantes do vinho, definem-se como libertinos, admiram Don Juan e contam "histórias sanguinolentas" envolvendo o amor e crimes do passado, todas com fim trágico. Representação de que o amor e a vida não valeria. O livro é composto por três básicas características: * Amor: histórias macabras * Morte: crime e violência. Em todos os capítulos há o tema da morte por amor. * Bebida: ao se lembrarem das dolorosas lembranças, as personagens vão se embriagando; com isso parte de sua dor é suavizada. Brochura em bom estado de conservação. Sem manchas, anotações ou rasgos. 20 x 12,5cm, 112 p. Detalhes
  3. Dona Guidinha do poço

    Dona Guidinha do poço

    R$5,00
    Obra de Manoel de Oliveira paiva, Dona Guidinha do Poço resgata elementos da cultura nordestina e pormenores da vida interiorana, na história de uma mendiga que, no final do século XIX, era alvo de piadas nas ruas, por ter sido condenada pela Justiça de Quixeramobim pelo assassinato do próprio marido. A tragédia inclui elementos de vingança, prisões e mortes. O autor cearense teve uma única obra publicada em vida: foi A Afilhada, novela que saiu em folhetins no Libertador em 1889. Neste jornal e em A Quinzena saíram alguns de seus poemas abolicionistas e seus contos realistas. Em livro, porém, seus escritos só seriam publicados postumamente, algumas dezenas de anos depois da sua morte. Sua obra-prima, Dona Guidinha do Poço, escrito em 1892, é um dos maiores romances do Naturalismo brasileiro e possui uma história interessante: seus originais foram entregues pelo próprio autor ao amigo Antônio Sales, que entregou uma cópia a Lopes Filho, que a perde, e outra a José Veríssimo, que iniciou a publicação, interrompida com a falência da sua Revista Brasileira; no fim dos anos 40, porém, Lúcia Miguel-Pereira encontra uma cópia com Américo Facó, depois de intensa pesquisa. Ela publicou, finalmente, Dona Guidinha do Poço em 1952. Livro em bom estado de conservação,páginas amarelecidas pelo tempo, capa e lombada com vincos. Carimbo da livraria na página de rosto. Não contém anotações. 21 x 14cm, 139 p. Detalhes
  4. A morte e a morte de Quincas Berro d'Água
    R$8,00
    Autor dos mais respeitados na literatura brasileira, desde os anos trinta, Jorge Amado tem pontificado e feito sucesso de crítica e de público. Sua obra explora os mais diferentes aspectos da vida baiana: a posse violenta da terra, com as conseqüências sociais terríveis, como ocorreu na colonização da zona cacaueira do Sul da Bahia, está magistralmente imortalizada em Cacau, São Jorge de Ilhéus, Gabriela, Cravo e Canela e Terras do Sem Fim. A Morte e a Morte de Quincas Berro d'Água é uma das melhores narrativas publicadas por Jorge Amado. Foi conhecida em1958 e conquistou desde logo a admiração de quantos dela se aproximaram. Nitidamente imbricada no Realismo Mágico, mistura sonho e realidade; loucura e racionalidade; amor e desamor; ternura e rancor, de forma envolvente e instigante: Joaquim Soares da Cunha foi funcionário público, pai e marido exemplar até o dia em que se aposentou do serviço público. A partir daí, jogou tudo para o alto: família, respeitabilidade, conhecidos, amigos, tradição. Caiu na malandragem, no alcoolismo, na jogatina. Trocou a vida familiar pela convivência com as prostitutas, os bêbados, os marinheiros, os jogadores e pequenos meliantes e contraventores da ralé de Salvador. Sua sede era saciada com cachaça e seu descanso era no ombro acolhedor da prostituta. Fez-se respeitado e admirado entre seus novos companheiros de infortúnio: era o paizinho, sábio e conselheiro, sempre disposto a mais uma farra ou bebedeira. Livro em bom estado de conservação. Anotação de preço à tinta e selo da livraria na primeira página. 21 x 14cm, 108 p. Detalhes
  5. Um estudo em vermelho (Sherlock Holmes em:)

    Um estudo em vermelho (Sherlock Holmes em:)

    R$13,00
    Esta história, publicada em 1887 pela revista Beeton's Christmas Annual, introduziu ao público aqueles que se tornariam os mais conhecidos personagens de histórias de detetive:Sherlock Holmes e dr. Watson. Com eles, Conan Doyle imortalizou o método de dedução utilizado nas investigações e o ambiente da Inglaterra vitoriana. Livro em bom estado de conservação, sem carimbos ou anotações. 190 p, 18 x 11cm. Detalhes
  6. O Primo Basílio

    O Primo Basílio

    R$10,00
    "Instituição das mais sólidas na sociedade burguesa do século passado, o casamento recebe seu primeiro questionamento público nos países de língua portuguesa com este romance de Eça de Queirós. Nele o autor desenvolve uma ousada crítica de sua época e consolida o Realismo em Portugal. Trata-se de um livro fascinante que ainda hoje gera polêmica." (trecho escrito na 4a. capa da obra). Livro em estado de conservação regular. Não contém grifos ou anotações. Lombada e algumas páginas amareladas pelo tempo. 348p. 21 x 14cm Detalhes
  7. Triste fim de Policarpo Quaresma
    R$5,00
    O personagem principal é um idealista apaixonado pelo Brasil que vê suas idéias e seu patriotismo ser motivo de gozação e de isolamento, enquanto políticos corruptos e personagens vazios formam a elite do país. Romance sempre atual. Foi publicado inicialmente em folhetins do Jornal do Comércio, do Rio de Janeiro, entre 11 de agosto e 19 de outubro de 1911. Cinco anos depois, foi publicado em pobre brochura, editado com o dinheiro do próprio autor. Estado de conservação regular. Possui um rasgo na lombada, manchas na primeira página e pontas da capa desgastadas. Não possui anotações nem rabiscos. 159p. 14 x 21cm. Detalhes
  8. Cinco minutos e A Viuvinha
    R$10,00
    Dois pequenos romances escritos no começo da carreira do autor. Ambos contam histórias de amor e acontecem na cidade do Rio de Janeiro no século XIX. Os dois revelam os traços principais do romance urbano de José de Alencar. Livro em bom estado de conservação. Possui carimbo da livraria na página de rosto. 118p. 21 x 14cm Detalhes
  9.  O Pequeno Príncipe
    R$15,00
    "É um romance do escritor francês Antoine de Saint-Exupéry, publicado em 1943 nos Estados Unidos. Numa primeira leitura, aparenta ser um livro para crianças, mas possui um grande teor poético e filosófico. O autor do livro foi também autor das ilustrações originais. É o livro em língua francesa que mais foi vendido no mundo, com cerca de 80 milhões de exemplares, e entre 400 a 500 edições. Também se trata da terceira obra literária (sendo a primeira a Bíblia e a segunda o livro O Peregrino) mais traduzida no mundo, tendo sido publicado em 160 idiomas e dialetos." (texto extraído da Wikipédia) Livro em bom estado de conservação, sem riscos ou rabiscos. 22 x 16cm, 98p. Detalhes
  10. Alice no País das Maravilhas
    R$5,00
    "Desde sua primeira edição na Inglaterra a obra foi um grande sucesso. Estima-se que tenha vendido, até a morte do autor, cem mil cópias, um número estrondoso tanto na época como hoje. (...) No Brasil, a história tornou-se conhecida entre as crianças graças à adaptação feita por Monteiro Lobato, interessante do ponto de vista da ampla divulgação do texto, propiciada pelo renome de Lobato, porém empobrecedora da rica linguagem de Carroll, com soluções muitas vezes simplórias. (...) A presente tradução, apesar de destinada a um público jovem, recusa a diferenciação entre um texto para crianças e um texto para adultos e pretende oferecer leitura agradável para todos (...)" Texto extraído da Introdução do livro, escrita por Isabel De Lorenzo). Estado de conservação regular, sem riscos ou anotações, mas com dobra na parte superior direita, que aprsenta leve mancha de umidade. 21 x 14cm, 120p. Detalhes

Direção Descendente

1-10 de 299

Página
  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5